Trabalho Infantil

Há pouco tempo atrás, percorrendo sem rumo entre os canais da TV me deparei com algo que me motivou a escrever este texto: um programa noturno chamado Ídolos Kids veiculado pela TV Record.

Sinceramente não consigo entender como apoiamos o combate ao trabalho infantil e ao mesmo tempo consumimos este tipo de entretenimento. De acordo com órgãos que combatem o trabalho infantil, comprar bala de um menor no farol é uma forma de incentivar os abusos. Se você concorda com isso, tem de concordar que dar audiência para este tipo de programa é a mesma coisa.

Esta plataforma nada tem de nova, afinal há muito tempo Raul Gil e muitos outros apresentadores tem quadros em seus programas onde “crianças artistas” são postas frente a um júri para escolha dos mais talentosos.

Antes de mais nada, deixo claro que não suporto “crianças artistas” e logo vou explicar o porquê.

Quando falamos em trabalho infantil logo imaginamos crianças na lavoura, vendendo bala nos semáforos das grandes cidades, ou ainda trabalhando em condições sub-humanas em empresas na Índia ou China. Entretanto, não paramos para pensar sobre a pressão a que estas “crianças artistas” são submetidas, haja vista que sobre elas é imposta uma rotina de trabalho para que o talento seja aprimorado e, principalmente, são exigidos resultados satisfatórios. Por isso equiparo essa situação ao trabalho infantil propriamente dito.

Estendo minha indignação também às crianças atletas, modelos, bailarinas, etc, que não estão nas atividades pelo prazer de praticá-las e sim pelo ego ou motivação financeira dos pais / responsáveis.

Todos lutamos contra o trabalho infantil, pois não aceitamos que qualquer criança seja privada de aproveitar a melhor fase da vida, onde não se tem responsabilidades e o direito de errar lhes é permitido. No entanto, essas crianças não possuem tais direitos, pois são submetidas a julgamentos em rede nacional, as vezes ouvindo que não são boas o bastante para desempenhar tal função, tornando-as pessoas frustradas e com sentimento de derrota para o resto da vida. Há ainda as que são bem sucedidas e são “aprovadas”, aumentando ainda mais a obrigação imposta de vencer.

Há que se falar também que esse tipo de exposição promove o bullying (assunto já tratado pelo Fê Pizarro aqui (colocar hiperlink), pois o fracasso ou sucesso delas é veiculado para todo país e ambas situações geram motivo para ofensas ou tiração de sarro por parte dos colegas.

Disse no início que não suporto crianças artistas e o motivo é que elas não são crianças. São apenas pessoas de pouca idade que reproduzem o sonho dos pais de forma robotizada. Elas não tem aquela naturalidade e inocência que são inerentes as crianças e isso me causa repulsa, não por elas e sim por quem de alguma forma promove este tipo de situação.

Veja as palavras que usei acima: obrigação, responsabilidade, sucesso, fracasso, derrota, frustração, resultados, aprovação, isso tudo está muito errado, estamos falando de crianças! Não devemos expô-las a estes conceitos e comportamentos que vivemos na vida adulta, cada coisa tem sua fase e não é justo com elas adiantarmos o processo.

O Brasil tem uma legislação bem vasta no que se refere aos abusos contra crianças e adolescentes, por este motivo existem diversas ONG´s e órgãos ligados ao governo que tratam do assunto. Caso queira saber mais sobre o tema seguem alguns sites com material bastante completo e explicativo.

http://www.direitosdacrianca.org.br

http://www.promenino.org.br/

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/peti

Espero que um dia este tema seja abordado por profissionais e que talvez essa indignação não seja só minha. Se você concorda ou tem uma opinião diferente, comente ai embaixo, afinal estamos aqui para debater e agregarmos conhecimento com vocês.

Imagem

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s